Foto: Divulgação

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta segunda-feira que guardar um pouco mais para garantir um investimento que vai “continuar dando frutos”, ao invés de consumir imediatamente os recursos, é o que permite o crescimento dos países. A declaração foi feita na abertura da 2ª Semana Nacional de Educação Financeira, em Brasília. “Não vou exagerar nos paralelos que devem estar fazendo [da educação financeira] na nossa vida nacional [medidas de ajuste implementadas recentemente pelo governo federal]. No entendimento de decisões entre presente e futuro e a priorização de recursos para Educação, os paralelos são evidentes e escolhas também. Saber priorizar e medir o resultado do gasto público vai ser cada vez mais importante. Temos que equilibrar demanda dos mais idosos com as novas gerações, que vão estar criando a riqueza do Brasil”, afirmou o ministro. Segundo reportagem do G1, Levy disse ainda que nesse contexto se inserem muitos dos ajustes que o Brasil está fazendo para garantir uma trajetória e o desenvolvimento de novos instrumentos financeiros que facilitem os investimentos.