Share Button
1435687729foto_hec

Atendimento de urgência e emergência estão mantidos na unidade | Foto: Divulgação

Os médicos do Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana paralisaram as atividades por tempo indeterminado desde a quinta-feira (2), por conta do atraso no salário do mês de dezembro, de acordo com o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-BA). De acordo com o G1, com a paralisação, estão suspensas consultas ambulatoriais, recebimentos de pacientes transferidos de outras unidades médicas do estado para as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) pediátricas, UTI neonatal, enfermarias e emergência, além de atendimentos não emergenciais no pronto de socorro. O atendimento de urgência e emergência, além da assistência aos pacientes já internados, estão mantidos. Cerca de 150 médicos estão sem receber os vencimentos, conforme o Sindimed. Em nota, o hospital informou que os salários serão depositados “assim que a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) realizar o repasse devido de tal competência”. Procurada pelo G1, a Sesab informou que foi pago em dezembro o valor de R$5.098.000 para a administração da unidade.