IMAGEM_NOTICIA_5 (6)

Foto: Venilton Kuchler/ ANPr

Portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (18) tornou obrigatória a notificação de casos suspeitos de infecção pelo vírus Zika às autoridades sanitárias. No caso de gestantes com suspeita de infecção ou de óbito suspeito, a notificação deverá ser imediata, ou seja, feita pelos profissionais de saúde em até 24 horas. Segundo a Agência Brasil, o Ministério da Saúde informou que a mudança é resultado de uma análise dos métodos de acompanhamento do Zika no Brasil. Até então, a infecção era monitorada por meio do Sistema de Vigilância Sentinela, para prestar apoio a medidas de prevenção à doença. “Os profissionais de saúde de todo o Brasil estão sendo orientados sobre a medida por meio dos diversos canais de comunicação de rotina, como videoconferências, e-mails, ofícios e contatos diretos”, destacou o ministério. A decisão de tornar a notificação obrigatória foi tomada em parceria com estados e municípios, além de especialistas.