Share Button
Motel em Brasília tem suíte temática inspirada na Lava Jato, com barras de ferro e recortes de jornais | Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Motel em Brasília tem suíte temática inspirada na Lava Jato, com barras de ferro e recortes de jornais | Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Com grades na porta e em volta da cama, além de ilustrações de presos comuns ao lado de engravatados, um quarto de motel em Brasília resolveu usar a Operação Lava Jato como inspiração. Inaugurada há cerca de três meses, a suíte número oito é uma aposta do motel Altana, que produz ambientes temáticos para atrair público. Antes de chegar ao quarto, o cliente passa por uma entrada com paredes revestidas de cimento, grades e recortes de reportagens sobre envolvidos na operação, remetendo à prisão. Segundo a Folha de S. Paulo, as notícias estampam fotos de investigados, como os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), detido em Curitiba. O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força tarefa da Lava Jato no Paraná, também está retratado na parede. O valor de duas horas no local varia de R$ 126 a 156, conforme o dia da semana. “A nossa proposta era fazer uma cela sofisticada para que o ato de amor fosse dentro de ambiente especial, um fetiche né?!”, explica a arquiteta Cristina Bertozzi, que assina o projeto e já decorou mais de 150 suítes de motéis de Brasília e Rio de Janeiro. Questionada se acredita que os presos da Lava Jato têm algum desses luxos na prisão, Cristina diz: “eles até gostariam, mas não merecem”.