110844Uma comerciante de 48 anos, natural de Nazaré das Farinhas, foi assassinada por um ritual de curandeirismo na zona rural do município de Varzedo, na localidade Alto da Alegria, a 220 km distante de Salvador. Silene Silva de Roma residia na Costa da Juerana em Santo Antônio de Jesus e seu corpo só foi encontrado pela polícia no sábado (5). De acordo com o delegado Luiz Carlos Freaza, em entrevista ao site  Voz da Bahia, a vítima teria ido até a Maria Curandeira para tirar um encosto, já que estava com uma forte alergia. “Familiares da vítima disseram que ela chegou a pagar a quantia de R$ 250 reais à mãe de santo para realizar o trabalho. A dona do terreiro disse em depoimento que a morte da cliente aconteceu quando ela manipulava o álcool próximo ao incenso para retirar os ‘espíritos ruins’ e acabou caindo em Silene e provocando a morte da mulher com várias queimaduras. Achamos muito difícil essa hipótese que a curandeira nos contou”, afirmou Freaza. Ainda segundo o site Voz da Bahia, o policial revelou que após o ocorrido a mãe de santo ocultou o cadáver. “Desde terça-feira (01), ela havia escondido o corpo e graças ao filho da criminosa que procurou o policial Bahia conseguimos descobrir hoje o cadáver que já estava em estado avançado de putrefação”, disse. O delegado confirmou também que a curandeira está presa e autuada em flagrante na 4ª Coorpin e vai responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e curandeirismos. O corpo de Silene já se encontra no DPT (Departamento de Polícia Técnica) de Santo Antônio de Jesus para levantamento cadavérico.