xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.hZcH2_nKhn

Foto: Reprodução/Record Minas

Estuprada e espancada pelo próprio namorado em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, uma mulher de 39 anos prestou queixa e depois as retirou por ainda ser “apaixonada por ele”. As agressões ocorreram após o casal sair do bar, onde o homem beber e usar drogas. De acordo com informações do R7, a vítima disse que Antônio Soares Ruas, 31, levou-a para debaixo da ponte e a agrediu verbalmente e fisicamente. Ela foi obrigada a ficar com o namorado por sete horas e foi ameaçada durante todo tempo. “Eu não morri porque não era minha hora. Porque ele chutava minha cabeça igual bola”, disse a mulher. Ela vive com Antônio há seis meses, e o seu companheiro já conta com sete passagens por lesão corporal, uma delas contra a própria mãe. “Eu perdoei, eu gosto dele. Eu sou apaixonada por ele. Mas, não tem como vivermos juntos. Tirei as representações, porque fiquei com dó dele ficar preso”, comentou a mulher, também ao R7. Ela também foi conduzida à polícia sob suspeita de utilizar documentos falsos.