nintendo-stocks-_sam_mircovich_reuters_vsN1aNn

Foto: Sam Mircovich/Reuters

Pais de crianças que estejam engajadas na caçada a pokémons devem ter atenção ao tempo que as crianças passam jogando. A recomendação é da pediatra Ana Escobar, consultora do Bem Estar. A especialista orienta que duas horas por dia é o tempo máximo que os pequenos devem gastar com dispositivos eletrônicos. “Pokémon Go” é um game gratuito de realidade aumentada para smartphones que usa o sistema de GPS dos aparelhos para fazer com os jogadores se desloquem fisicamente para conseguir capturar os monstrinhos. O jogo foi lançado no Brasil na última última quarta-feira (3). Para Dra. Ana, uma das vangagens do “Pokémon Go” é o fato de o jogo estimular a atividade física, já que os jogadores têm de andar em busca dos pokémons. Ainda assim, é necessário ter disciplina para não deixar o jogo interferir em outras atividades importantes para as crianças.