Do Estadão Conteúdo e Associated Press
IMAGEM_NOTICIA_5

Foto: ONU

O papa Francisco comparou o tratamento dado aos refugiados na Europa à maneira como Jesus Cristo foi tratado antes de sua crucificação. Para ele, os líderes europeus encaram o problema com “indiferença”, assim como, no caso de Jesus, as autoridades não quiserem se pronunciar sobre seu destino. A comparação foi feita durante a homilia deste domingo de Ramos (20), no Vaticano. Francisco lembrou que alguns países europeus se recusam a assumir a responsabilidade por alguns dos mais de 1 milhão de refugiados que chegaram à costa da União Europeia no ano passado depois de viagens arriscadas e organizadas por contrabandistas. “Jesus também sentiu essa indiferença na sua própria pele, porque ninguém queria assumir a responsabilidade por seu destino. E eu estou pensando em tantas pessoas, tanto os marginalizados quanto os refugiados, por quem muitos não querem assumir a responsabilidade por seus destinos”, disse. Em um esforço para combater o contrabando, a União Europeia e as autoridades turcas fizeram um acordo para enviar de volta à Turquia imigrantes que entrarem pelas ilhas gregas, a partir de hoje. Após a missa, Francisco alegrou os que lhe assistiam ao percorrer a praça do Vaticano em seu papamóvel branco, deixando algumas crianças subirem a bordo.