Share Button

Por Bahia Notícias

Uso de máscara de proteção continua sendo uma das formas de evitar a disseminação do coronavírus | Foto: Polina Tankilevitch/Pexels

Se depender do secretário de Saúde Leo Prates, o uso de máscaras contra Covid-19 deve seguir obrigatório em Salvador. Durante coletiva na manhã desta quinta-feira (7), Prates foi enfatizou que o item continuará sendo exigido pelo município.

“Eu acho essa discussão neste momento totalmente inoportuna. A máscara só deve ser retirada com 100% de segurança. Israel foi o primeiro país a fazer marketing em cima disso e tiveram que voltar atrás depois de uma nova onda. Considero isso uma precipitação enorme”, disse o secretário.

Em entrevista ao Bahia Notícias nesta quarta (6), o prefeito Bruno Reis afirmou que o uso de máscara só deixará de ser exigido “após a imunização do público-alvo com a 1ª, 2ª e 3ª dose da vacina”.

O governador Rui Costa também é contrário a medida que já está sendo adotada em algumas cidades do país. Na avalição do chefe do Executivo da Bahia, a retirada da obrigatoriedade de máscaras nesse momento é “extremamente arriscado” e pode gerar novas mutações do vírus.

A Prefeitura de Duque de Caxias (RJ) decidiu tornar opcional o uso do item em ambientes fechados ou abertos. As prefeituras do Rio de Janeiro e São Paulo também estudam adotar a medida.