WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Adrivana Cunha - Hospital de Olhos

Império Store

Drogaria Santana

Gil Lingerie e Confecções


Polícia Militar intensifica ação contra poluição sonora e apreende ‘paredões’ em Santaluz, São Domingos, Serrinha e Valente

Share Button

Fotos: Divulgação/PM

A Polícia Militar realizou no último fim de semana mais uma ação com o objetivo de intensificar a fiscalização e o combate à poluição sonora, em municípios da região sisaleira da Bahia. A ação resultou na apreensão de cinco paredões de som automotivo, sendo dois em Santaluz, um em São Domingos, um em Valente – ambas as cidades localizadas na área de atuação da 5ª Companhia do 16º Batalhão – e um em Serrinha. De acordo com a PM, o elevado número de registros de denúncias feitas por moradores de localidades na zona urbana e rural dos municípios da região sobre perturbação de sossego público evidenciam a necessidade de ações e operações constantes. O tenente Laerth, comandante do policiamento em São Domingos, Valente e Santaluz, afirmou que que a 5ª Companhia seguirá intensificando a fiscalização na sede e nas comunidades rurais. “Continuaremos a combater a poluição sonora nos quatro cantos dos municípios sob nossa responsabilidade de atuação”, ressaltou o oficial.

Notícias de Santaluz

1 resposta para “Polícia Militar intensifica ação contra poluição sonora e apreende ‘paredões’ em Santaluz, São Domingos, Serrinha e Valente”

  • Maciel Silva Sacramento disse:

    Parabéns à Polícia Militar, sobretudo ao Ten. Laerte. A sociedade não aguentava mais, isso só acontece em municípios atrasados de clara ignorância. O barulho, além da poluição sonora, trata-se de crime ambiental e crime contra a saúde pública, ainda mais agora com o advento da pandemia onde as pessoas necessitam de paz, onde as pessoas trabalham em casa, estudam em casa.Ninguém tem o direito de falar ao telefone, assistir TV. Fico preocupado com São Domingos onde moram meus avós, lá a situação é infinitamente mais grave face aos estupidez dos kiosques que, como estabelecimentos públicos, usam nosso espaço para arruinar a vida da sociedade em geral com som estridente a qualquer hora do dia ou da noite, praticando claramente crime à saúde pública atormentando a vida do povo, sobretudo idosos, crianças e doentes internados no hospital que fica a 20 metros da “praça do inferno”. Aguardamos manifestação do poder púbico que tem a obrigação de intervir nessa ordenação.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia