portalStfGaleria_IA_212316

Presidente do TSE utiliza números para defender tese

Nos próximos meses, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) terá que julgar mais de mil denúncias contra prefeitos acusados de abuso de poder econômico para se eleger, e boa parte foi reeleito em 2012. O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, utiliza os números para defender o fim da reeleição para os municípios e de uma reforma política no país. O ministro, entretanto, afirma que a reeleição deve ser mantida para o cargo de presidente, pois “trouxe estabilidade ao país”. O ministro ainda defende o veto à contribuição de empresas às campanhas e o limite de doação das pessoas físicas. Segundo Toffoli, nos Estados Unidos, um cidadão rico ou pobre pode doar até US$ 2.600 para cada candidato. Já na França, ele diz que é 4.600 euros. “No Brasil, pode contribuir com até 10% de seus rendimentos do ano anterior. Ou seja, quem ganha mais doa mais, o que gera uma distorção”, afirma.