11041408_471151049703635_1454338897_n

Garoto de 4 anos teve corte no pescoço após ser atingido por linha com cerol que caiu no quintal de sua casa | Foto: Arquivo Pessoal/Notícias de Santaluz

Um menino de quatro anos ficou ferido após ter o pescoço cortado por uma linha de cerol, na noite de segunda-feira (9), na ‘Rua do Filtro’, em Queimadas. A mãe do garoto, Manuela Santana, contou ao repórter do Notícias de Santaluz, Zé Bim, que percebeu a linha cortante presa ao varal no quintal da residência onde mora e, ao tentar retirá-la, acabou ferindo, acidentalmente, o próprio filho. O gartoto surgiu correndo inesperadamente no local e acabou sendo atingido no pescoço. O garoto foi socorrido imediatamente e passa bem. A mulher alerta que é comum ver crianças e jovens soltando pipas com cerol no Alto da Jacobina, Campo da Leste, Caixa d’água e em localidades adjacentes. Ela pede providências às autoridades. Em nota, o Conselho Tutelar de Queimadas informou que comunicou o caso à Polícia Militar e solicitou que sejam feitas rondas nos locais citados pela mãe do garoto, a fim de que sejam tomadas as providências cabíveis. De acordo com um especialista consultado pelo Notícias de Santaluz, quem tem mais de 18 anos e solta pipa com cerol pode responder por um crime: expor a vida das pessoas a perigo. A pena vai de três meses a um ano de cadeia. Os reincidentes podem até ser levados para centros de recuperação para jovens infratores. No caso dos adolescentes, a punição varia de advertência para internação em uma instituição socioeducativa. Já os pais ou responsáveis respondem criminalmente. Em ambos os casos, a pena varia de acordo com a gravidade do acidente.

Redação Notícias de Santaluz