WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia

Laboratório Checap

Adrivana Cunha - Hospital de Olhos

Império Store

Drogaria Santana

Santaluz: Colégio José Leitão culmina a segunda etapa do projeto ‘Literaturas Luzenses’ com a Literatura Religiosa

foto3

Foto: Arquivo Pessoal

Nesta segunda-feira (01), por volta da 15h45, foi culminada a segunda etapa do projeto pedagógico ‘Literaturas Luzenses’. O acontecimento se consumou no auditório do Colégio Estadual José Leitão, local onde a oficina acerca da Literatura Religiosa foi aplicada, tendo como destaque a obra ‘Pão Diário’ do pastor, escritor e palestrante Rondinelly Rios, luzense de coração, residente e domiciliado na cidade de Santaluz desde 2004. O tema abordado na palestra foi ‘A literatura religiosa e a mulher escritora’.

O evento contou com a presença de alunos da primeira série do ensino médio do turno vespertino e do turno noturno (público-alvo do projeto), além de outros alunos, de professores, de egressos e de universitários. Segundo o professor José Hamilton Pereira, idealizador e aplicador do projeto, o estudo desta etapa visa, especificamente, “Conscientizar os alunos, através da literatura religiosa a serem mais empreendedoristas (autores e atores da sua própria história de vida) e menos assistencialistas (seres que precisam viver, desnecessariamente, de auxílios que poderiam consumar) ”.

foto1

Monitores que auxiliaram na consumação da segunda etapa do projeto | Foto: Arquivo Pessoal

Para a boa culminância desta segunda etapa do projeto, o professor Hamilton contou, também, com o auxílio de monitores, dentre eles, 21 alunos voluntários. O professor acrescenta que “durante toda a unidade e/ou etapa do projeto, todos os alunos supramencionados realizaram estudos específicos acerca da vida e obra do autor em destaque: Rondinelly Rios. Todavia, outras atividades foram realizadas, oportunizando aos estudantes escolherem outro autor adepto da Literatura Religiosa luzense para realizarem os mesmos procedimentos de estudo realizados com o autor destaque deste momento do projeto. Assim, o alunado teve a chance de elencar, conhecer e estudar a vida e a obra de diversos produtores de literaturas religiosas ou de privilegiar algum membro da sua religião”. Vale destacar que o projeto – como deveria ser -, teve um teor laico. Dessa forma, todas as religiões e crenças foram privilegiadas. O evento contou também com a apresentações musicais, de cunho religioso, consumadas pelo aluno Clebson Vitorio (aluno da 2ª série C vespertino, colaborador e adepto do fazer pedagógico do professor Hamilton).

foto5

Evento também teve apresentação musical | Foto: Arquivo Pessoal

Na oportunidade, o autor Rondinelly Rios foi aplaudido de pé pelos ouvintes e expôs que começou a escrever os textos da obra “Pão Diário” há quase 2 anos atrás, como uma simples brincadeira.  Ele relatou que criou uma lista de transmissão no Whatsapp e incluiu apenas irmãos da igreja (era na verdade para dar avisos sobre os trabalhos), mas num dado dia, resolveu enviar uma pequena reflexão, e aí os irmãos começaram a cobrar quando a mensagem de fé não era enviada. Daí, Rondinelly teve a ideia de ampliar a lista, divulgou na rádio, aspecto que elevou muito a quantidade de envios. Hoje, há aproximadamente 500 pessoas inclusas na lista de contatos para envios (fora os reenvios e compartilhamentos feitos pelos interlocutores). Pessoas de muitos lugares do Brasil e até de outros países também fazem parte da lista. Além do WhatsApp, o autor também publica seus textos em redes sociais, essencialmente no Facebook.

foto2

Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o escritor Rondinelly Rios, “A obra Pão Diário é uma coletânea de textos com missivas de paz, fé e esperança. São mensagens que vão de encontro à situação de vida e/ou problemática que o leitor está vivendo naquele momento: diretamente (quando se trata de uma demanda pessoal) ou indiretamente (quando se se direciona a problemas de outrem e, este leitor, apropria-se das exortações contidas no texto lido para prestar o auxílio devido). Trata-se de textos, geralmente curtos, mas recheados de otimismo que certamente apontam uma direção ao leitor, melhorando o seu sentimento de autoestima, autodomínio e autocontrole. Os textos da obra Pão Diário têm o intuito de dar sustentação ao processo de conscientização neles inseridos, por se apegar a excertos bíblicos que vão de encontro à condição atual do leitor – pelo que se tem conhecimento -, acalmando o seu ego, como um bálsamo diagnosticador, restaurador e/ou curador”.

foto4

Professoras Luciana e Marlene | Foto: Arquivo Pessoal

Professor Hamilton enfatizou: “os alunos ficaram agraciados com a história de vida e com o estudo da obra ‘Pão Diário’ de Rondinelly Rios. Pelas observações e sondagens feitas por mim, entre eles já existe uma harmonia, respeito mútuo e solidariedade. São estudantes que já trazem um alto teor de religiosidade. Dá para sentir que entre eles, a lei que prevalece é a ‘Lei do Amor’. Raramente há alguma divergência. Eles, além de comigo professor, são respeitosos com monitores e líderes e compartilham muito os saberes e informativos e demonstram muita solidariedade para com aqueles que apresentam algum problema de evasão, doença, separação por viagem, dentre outros” e acrescentou: “o motivo de eu ter dado propensão ao estudo sobre a ‘Literatura Religiosa de Rondinelly Rios’ se deu, também, por conta da confirmação de que a sua religiosidade vai além dos muros do templo”. A exemplo, os 6 projetos sociológicos em execução: ‘Futuro feliz’ (nasceu da necessidade de ajudar as crianças necessitadas), ‘Conferência da família’ (objetiva resgatar os valores da família em todas as nuances), ‘Homenagem ao professor’ (culto em homenagem aos profissionais da Educação, que acontece sempre na semana posterior às comemorações do seu dia), ‘Escola de Música Som do Sertão’ (tem a meta de desenvolver as habilidades musicais nas crianças público-alvo), ‘Café com Amor’ (às quartas-feiras, às 07h30, na praça central da cidade de Santaluz, foi iniciado um trabalho com viciados em álcool. Para dar suporte, foram reunidos alguns voluntários, inclusive católicos, e, na oportunidade é distribuído o café da manhã para tais sujeitos. Lá, todos oram, abraçam-se e, com gestos amáveis e palavras, expressam o quanto estes dependentes são importantes para Deus e para a humanidade em geral), ‘Vida e Esperança’ (programa na rádio Santaluz Fm, levando mensagens de paz, fé e esperança. O Programa vai ao ar todas as quartas das 07 às 08 da manhã e traz momentos de ministrações, na maioria das vezes feitas por Rondinelly, mas sempre tem outros irmãos com a responsabilidade e a missão de levar as mensagens de paz aos lares e corações).

foto7

Foto: Arquivo Pessoal

Como o tema da palestra foi ‘A literatura religiosa e a mulher escritora’, o escritor Rondinelly Rios afirmou que vê muita qualidade nas obras de autoria feminina, visto que a mulher escreve tão bem quanto o homem, principalmente quando se trata de literatura religiosa e citou uma gama de mulheres que propagam a palavra de Deus com fé e fervor e comentou sobre o poema ‘O testemunho’, de autoria de Anedy Belisário, que fala de João ter testificado que Jesus Cristo é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e ela, como mulher temente a Deus, também se propõe a testemunhar a graça de Jesus e preparar o caminho para a sua volta, confiante  na existência de uma vida eterna perfeita: cheia de paz, harmonia e equilíbrio total.

Foto6

Momento de oração | Foto: Arquivo Pessoal

A palestra finalizou com o escritor Rondinelly Rios fazendo as suas considerações finais, acrescentando que hoje, até os jovens buscam muito a religião, que a ‘Bíblia Sagrada’ é o verdadeiro manual da vida (quando os aprendizados são vivenciados de fato) e dando dicas para as pessoas que sonham em se tornar escritores ou escritoras de textos religiosos. Neste ínterim, o professor Hamilton agradeceu ao escritor Rondinelly pela atenção dada a todos os grupos de WhattsApp formados nas 7 classes de primeira série, através das contínuas postagens de mensagens de paz, incentivo e louvor feitas; aos monitores pelo grande auxílio prestado; e a todos os ouvintes por terem prestigiado a realização do evento. Depois, Rondinelly pediu permissão para fazer uma oração, fato que contagiou a todos pelo fervor das belas palavras utilizadas pelo palestrante. Enfim, o evento foi finalizado com uma grande quantidade de ouvintes tirando fotos com o palestrante.

Redação Notícias de Santaluz – Colaborou o professor Hamilton Pereira

1 resposta para “Santaluz: Colégio José Leitão culmina a segunda etapa do projeto ‘Literaturas Luzenses’ com a Literatura Religiosa”

  • JOSE PLINIO DE OLIVEIRA disse:

    Não pode haver melhor iniciativa da parte da Escola que se respeita e respeita a sociedade a que serve. O nosso Sertão da Bahia tem necessidade da operacionalização de Projetos dessa dimensão. As nossas gerações de jovens e adolescentes vivem uma verdadeira Era da Catástrofe e a Educação Escolar tem que pensar e trabalhar este momento.

    José Plínio de Oliveira

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia