img1-1-898

Suspeitos se passaram por agentes de combate a dengue para furtar idosa | Foto ilustrativa

Uma idosa de 62 anos, moradora do povoado de Volta da Serra, na zona rural de Santaluz, foi assaltada por dois homens que se passaram agentes de combate a dengue, na tarde desta quinta-feira (18). De acordo com relatos de vizinhos, por volta das 16h, os suspeitos chegaram em um carro de cor prata dizendo que iriam fazer a aplicação de larvicidas para combater o mosquito Aedes aegypti e que o produto custaria R$ 120. A idosa, que no momento estava sozinha na residência, aceitou o serviço e foi orientada pelos homens a ficar do lado de fora da residência, para evitar inalar o produto. Num descuido da vítima, os criminosos ficaram sozinhos dentro da residência e furtaram uma quantia de R$ 800. Segundo o relato de uma neta da vítima, que prefere não se identificar, a idosa só percebeu o crime após os criminosos terem deixado o local. “Somente ao entrar na casa, a minha avó se deparou com os imóveis revirados e notou que havia sido roubada. Antes de irem embora, eles ainda pediram para ela empurrar o carro, que não quis funcionar”, disse, revelando que outros dois casos semelhantes aconteceram na mesma localidade nos últimos meses. Em contato com a reportagem, a Polícia Militar de Santaluz informou que não tomou conhecimento sobre o caso, pois não foi registrada nenhuma ocorrência. Procurada, a Secretaria de Saúde de Santaluz informou que os agentes de combate a endemias e de saúde que atuam no município possuem uniforme composto por colete devidamente identificado e crachá funcional. Além disso, a pasta alerta que os larvicidas utilizados na água para combater a proliferação do Aedes aegypti são aplicados gratuitamente.

Redação Notícias de Santaluz