RTEmagicC_DSC01680-300x225.jpg

Médico foi preso por abandonar expediente | Foto: Blog Cléber Silva

O médico José Douglas Bezerra de Andrade foi preso em flagrante por crime de prevaricação, nesta quarta-feira (3), em Senhor do Bonfim, por ter deixado de atender mais de 20 pacientes que o aguardavam, pela manhã, no 1° Posto Municipal de Saúde, no centro da cidade, e priorizado o atendimento à clientela particular, em seu consultório, no mesmo horário. O delegado Felipe Neri, coordenador da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, também autuou José Douglas por estelionato, ao constatar que o clínico geral se passava por cardiologista – especialidade  identificada em uma placa, afixada na porta de seu consultório. A prisão do clínico geral ocorreu após uma fiscalização de rotina do Ministério Público (MP), para averiguar se médicos da rede pública municipal realmente cumprem suas jornadas de trabalho nos postos de saúde. Servidor municipal concursado, José Douglas havia suspenso o atendimento a pacientes mais carentes, agendado para esta quarta-feira, e remarcou para o dia 20 de dezembro, alegando motivos pessoais. Muitos desses clientes vieram de outros municípios como Ponto Novo, e tiveram que retonar às cidades de origem. Depois de constatar a ausência do médico no posto, o promotor Rui Sanches seguiu para o consultório particular dele, também localizado no centro de Senhor do Bonfim, tendo verificado que o clínico geral atendia sua clientela privada. Mais de 30 pacientes estavam na sala de espera do consultório, onde o delegado Felipe Neri o prendeu em flagrante, por prevaricação e estelionato. José Douglas foi conduzido ao Complexo Policial de Senhor do Bonfim.

Redação Notícias de Santaluz