Share Button

Por Valor Investe

Foto: Reprodução/Pixabay

Foto: Reprodução/Pixabay

A taxa de desemprego nacional foi de 11,6% no trimestre móvel encerrado em outubro, abaixo do trimestre móvel imediatamente anterior (11,8%) e do mesmo período do ano passado (11,7%), mostram dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A leitura ficou em linha com a mediana das projeções de 33 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data, de 11,6% para o trimestre móvel. Num período de sazonalidade mais favorável à criação de vagas, o país tinha 94,055 milhões de pessoas ocupadas, 0,5% a mais na comparação ao trimestre imediatamente anterior (470 mil pessoas a mais) e 1,6% a mais do que no mesmo período do ano passado (incremento de 1,436 milhões mil pessoas). A população desempregada — formada por pessoas que procuravam emprego, sem encontrar — somava 12,367 milhões, 1,6% abaixo do trimestre móvel encerrado em julho (redução de 202 mil pessoas) e 0,5% a mais frente ao mesmo período do ano passado (mais 58 mil pessoas). A força de trabalho nacional, que é composta pela combinação de ocupados e desempregados, atingiu 106,421 milhões de pessoas no trimestre móvel até outubro. Trata-se de um avanço de 0,3% frente aos três meses anteriores e 1,4% acima de igual trimestre de 2018, neste caso em ritmo maior que o avanço da população.