13 prefeituras da região sisaleira ainda não tiveram as contas de 2012 julgadas pelo TCM

Até esta segunda-feira (4), o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) apreciou as contas de 146 prefeituras da Bahia, relativas ao exercício financeiro de 2012, volume que corresponde a pouco mais de um terço das 417 cidades do estado. O TCM rejeitou, até o momento, as contas de 61 delas, o que corresponde a 41% das contas apreciadas. Entre as prefeituras que tiveram as contas rejeitadas 04 fazem parte do Território do Sisal, sendo Ichu (01/03 a 31/12/2012), Monte Santo, Retirolândia e Tucano. As contas de 85 prefeituras foram aprovadas com ressalvas e recomendações pelos conselheiros, entre elas Cansanção, Lamarão e São Domingos.

No Território do Sisal, os ex-gestores José Albérico Silva Moreira, de Retirolândia; Everaldo Joel de Araújo, de Monte Santo e José Rubens de Santana Arruda (Rubinho), de Tucano estão entre os 54 ex-gestores de prefeituras e câmaras baianas encaminhados ao Ministério Público. Os três já tiveram as contas rejeitadas por mais de uma vez pelo TCM.

Municípios do sisal que não ainda tiveram as contas julgadas

Araci, Barrocas, Biritinga, Candeal, Conceição do Coité, Itiúba, Nordestina, Queimadas, Quijingue, Santaluz, Serrinha, Teofilândia e Valente ainda não tiveram as contas relativas ao exercício financeiro de 2012 julgadas pelo TCM.

Redação Notícias de Santaluz