1444259389942

Sessão do TCU que decidiu por encaminhar ao Congresso parecer pela rejeição das contas de Dilma em 2014 | Foto: Reprodução/Estadão

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu nesta quarta-feira (7), parecer pela rejeição das contas do governo Dilma Rousseff em 2014. Por unanimidade, os ministros entenderam que o balanço apresentado pela União continha irregularidades que feriram preceitos constitucionais, a Lei Orçamentária e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A reprovação tem como base, principalmente, as “pedaladas fiscais” – manobras que  consistiram em atrasar repasses do Tesouro Nacional para bancos pagarem despesas de programas sociais obrigatórios. O parecer do TCU será encaminhado ao Congresso Nacional, que dará a palavra final. De acordo com O Estado de S. Paulo, será a primeira vez, desde 1937, que o TCU encaminhará ao Legislativo um parecer pela rejeição das contas de um presidente da República. Nos últimos 78 anos, o tribunal sempre aprovou, com ou sem ressalvas, o balanço da União enviado pelos presidentes. A oposição e setores rebelados da base aliada pretendem usar essa recomendação para embasar um processo de impeachment da presidente Dilma.