xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.hzDXhQ6GgH

Foto: Lay Amorim / Bahia Notícias

Após o caso de envenenamento de três cães em Brumado, no sudoeste baiano, vinte urubus foram encontrados mortos após ingerir a carne dos animais mortos, na estrada conhecida como “rodagem da Magnesita”, que é utilizada para escoar o minério extraído pela empresa. A via atravessa a área de preservação ambiental na Serra das Éguas. Segundo informações do site Brumado Notícias, a Associação Protetora dos Animais informou que vai acionar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Vigilância Sanitária para fiscalizar a comercialização do rodenticida conhecido como chumbinho, devido à suspeita de que a substância tenha sido utilizada para envenenar os cães. “No dia a dia ninguém dá importância para os urubus, pois apenas os enxergam como carniceiros, mas eles são os faxineiros da natureza, responsáveis por eliminar os restos mortais dos demais animais, que em estado de putrefação podem proliferar doenças. Temos que respeitar a função de cada ser vivo na natureza ou então teremos que arcar com as duras consequências”, disse o presidente da associação, Paulo Esdras.