Share Button
Fotos: Divulgação/SSP

Fotos: Divulgação/SSP

Cerca de 40 milhões de reais serão pagos para policiais militares, civis e técnicos que conseguiram reduzir, em pelo menos 6%, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), na Bahia, no primeiro semestre de 2019, numa comparação com o mesmo período do ano passado. No total serão 25,3 mil servidores contemplados, entre eles 19.590 militares, 4.355 civis, 841 técnicos e 563 que atuam em superintendências da Secretaria da Segurança Pública (SSP). A iniciativa, que faz parte do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), ocorre em meio a ameaça de greve da Polícia Militar, que nesta quarta-feira (11) realiza assembleia para discutir a possibilidade da paralisação. Criado em 2013, o PDP já pagou 172 milhões de reais a 132,5 mil servidores. “Buscamos sempre valorizar o nosso servidor com novos equipamentos, ampliação das equipes através de concursos, modernização do trabalho com incremento de novas tecnologias, entre outras medidas. O PDP é mais uma ferramenta que reconhece o esforço de todos”, afirmaa o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa.

Notícias de Santaluz