Share Button
Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Um pastor acusado de estuprar, agredir e matar o filho e o enteado vivos no Espírito Santo foi indiciado por mais um estupro, de acordo com informações divulgadas pela TV Gazeta nesta segunda-feira (9). A nova denúncia foi apresentada depois da prisão de George Alves, que aconteceu no final de abril. Uma mulher procurou a polícia para informar sobre o crime, que aconteceu em 2015. Após a conclusão do inquérito, o pastor foi indiciado na última quarta-feira (4). De acordo com o G1, a defesa afirma que a acusação “usa a mídia” para criar uma “culpa inexistente”. Os irmãos Kauã e Joaquim, de 6 e 3 anos, morreram carbonizados na cidade de Linhares no dia 28 de abril. A perícia policial apontou que George, padrasto de Kauã e pai de Joaquim, estuprou as crianças, agrediu e colocou fogo nelas ainda vivas.