Share Button
O então presidente do Inep, Elmer Vicenzi, durante audiência na Câmara | Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O então presidente do Inep, Elmer Vicenzi, durante audiência na Câmara | Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Vicenzi, foi demitido do cargo nesta quinta-feira. A exoneração ainda será publicada no Diário Oficial. Vicenzi estava há menos de 20 dias na autarquia, que é responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e havia assumido o posto para substituir Marcus Vinicius Rodrigues, que foi demitido pelo ex-ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez após uma crise devido à suspensão da avaliação da alfabetização. Segundo O Globo, o Ministério da Educação confirmou a demissão, mas disse que foi a pedido do próprio. Interlocutores, no entanto, afirmam que uma recente rixa com a Consultoria Jurídica do Inep devido ao fornecimento de dados sigilosos do Censo da Educação superior para confecção de carteirinhas pesou na demissão. Vicenzi, que é delegado da Polícia Federal, foi nomeado pelo atual ministro da educação Abraham Weintraub e tomou posse em 29 de abril. O ex-presidente do Inep é especialista em Direito Penal pela Escola Paulista de Direito e tem MBA em Orçamento e Gestão Pública pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Ele já atuou como diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).