SAM_1335

O Conjunto Penal de Serrinha, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP), realizou na manhã de quarta-feira (2), a aula inaugural do curso de Corte e Costura, promovido por meio de uma parceria entre a SEAP e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (SENAI) e a Empresa Reviver. O Pronatec vai atender a 17 reeducando do Conjunto Penal de Serrinha.

A abertura dos trabalhos contou com a participação do coordenador do SENAI na cidade de Serrinha, Levi da Costa Silva; do coordenador de Segurança do Conjunto Penal de Serrinha, José Marcos de Brito Mota; dos gerentes administrativos e operacionais da Reviver, Maria do Socorro de Araújo Miná e Jackson Brito dos Santos e da Coordenadora Pedagógica do CPS, Railda de Araújo, que será uma das ministrantes do curso. O curso de corte e costura tem duração de 200 horas.

Para o Coordenador de Segurança do Conjunto Penal de Serrinha, José Mota, esta é mais uma conquista no processo de humanização do sistema prisional. “No dia de hoje, estamos dando mais um importante passo no processo de mudança de mentalidade e no desenvolvimento da ressocialização no sistema carcerário, no qual estão acontecendo várias ações ao mesmo tempo, demonstrando que, quando há determinação e firmeza, as políticas públicas funcionam, dando novas oportunidades a quem está pagando por algum erro, resgatando a esperança das famílias dos mesmos e,consequentemente, proporcionando melhoria para toda a sociedade”, ressaltou.

A gerente Administrativa do CPS, Maria do Socorro , enfatizou que todas estas ações são frutos do trabalho de muitas pessoas. “Isto só é possível porque temos uma equipe bastante atuante, que tem vontade de trabalhar e, principalmente, porque é apaixonada pelo que faz”, observou.

SAM_1342

O Coordenador do SENAI, Levi Silva, adiantou que, a partir desta semana, será 01 turma em andamento e que outros cursos estarão por vir. “ A SEAP, como uma das demandantes neste processo, vai receber outros cursos . Vale salientar que estes cursos, além da parte técnica, também priorizam as capacidades humanas, a exemplo das relações interpessoais e administração de conflitos”, afirmou.

A coordenadora pedagógica, Railda, ressaltou que o curso é de fundamental importante para a vida pessoal e profissionalizante do reeducando, já que o mesmo precisa resgatar sua autoimagem de cidadão e profissional. Com este curso os mesmos terão a oportunidade de sair com um certificado profissionalizante, para quem sabe fazer deste aprendizado sua fonte de renda.

Pronatec – Criado pelo Governo Federal, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica, o programa vai oferecer cursos profissionalizantes para reeducando de diferentes unidades prisionais . O projeto também trabalha a empregabilidade e a formação inicial continuada, oferece aos alunos uma ajuda de custo diária no valor de R$ 8,60, destinado a transporte e alimentação, além de fardamento com duas camisas, direito a carteira de estudante e remissão de pena.

Cursos oferecidos– O programa oferece cursos Oficinas de Padaria e Confeitaria e Oficinas de Corte e costura.

Unidade atendida

Conjunto Penal de Serrinha

Ascom/CPS