WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



NSL



Laboratório Checap

drogaria_santana

SANTALUZ: JOGADOR DA SELEÇÃO LUZENSE ESPERA MAIS DE DUAS HORAS E AMBULÂNCIA DO MUNICÍPIO NÃO CHEGA

DSC05448

Jogador sofreu fratura na clavícula e deverá sofrer intervenção cirúrgica. (Foto: Notícias de Santaluz)

O jogo entre as seleções de Santaluz e Retirolândia, na tarde deste domingo (1), válido pela quarta rodada da primeira fase do Campeonato Consisal de Futebol Amador, aproximava-se do final do segundo tempo quando, num lance absolutamente casual, o jogador da seleção luzense, Berguinho, trombou com um jogador de Retirolândia e ficou imobilizado no gramado.

O jogador, com suspeita de fratura na clavícula recebeu os primeiros socorros de uma profissional de enfermagem que estava assistindo ao jogo, pois, segundo funcionários do Hospital Municipal de Retirolândia, nenhum representante do Campeonato Consisal havia solicitado equipe médica e ambulância para o estádio. Depois de esperar aproximadamente vinte minutos, o jogador foi encaminhado para a unidade hospitalar e atendido com segurança. Após a realização de um exame de “Raios-X” ficou confirmada a fratura na clavícula.

Jogador espera mais de duas horas por ambulância para ser transferido pra Santaluz

Depois de realizado o exame de “Raios-X” e confirmada a fratura na clavícula, foi solicitado ao Hospital Municipal de Santaluz que enviasse uma ambulância à Retirolândia para que Berguinho fosse transferido com segurança, para Santaluz.

Porém, após uma espera que durou mais de duas horas o veículo não foi enviado e o jogador teve que ser transferido para Santaluz em uma ambulância cedida gentilmente pela Prefeitura Municipal de Retirolândia.

Já em Santaluz, Berguinho foi atendido por um ortopedista no Hospital Municipal e deverá passar por novos exames, nesta segunda-feira (2), para ver se há a necessidade de intervenção cirúrgica. 

Redação Notícias de Santaluz

4 respostas para “SANTALUZ: JOGADOR DA SELEÇÃO LUZENSE ESPERA MAIS DE DUAS HORAS E AMBULÂNCIA DO MUNICÍPIO NÃO CHEGA”

  • Luciane disse:

    Discordo com a gentileza oferecida pela Prefeitura de Retirolândia, acho sim obrigação da mesma a partir da hora em que a mesma sedia um evento tem obrigações de atender ao seus e seus visitantes. Fica a pergunta e se houvesse um acidente? teríamos que aguardar o socorro da cidade onde a pessoa reside?

    • João Carlos disse:

      Cara amiga, a prefeitura tem por obrigação sim atender os seus visitantes. Porém o assunto em questão foi o regresso do paciente para o seu lar, sendo isso uma tarefa não incumbida á mesma.
      Forte Abraço!

  • Faço minha as sua palavras Luciane imaginem só se uma pessoa de São Paulo se acidente ai em Retirolandia vai ter que esperar uma ambulancia pra leva-la até onde ela reside??

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia