201374748_calor300613

Informação é da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

O ano de 2014 foi um dos mais quentes já registrados, senão o mais quente, caso as temperaturas permaneçam acima da média até o final de dezembro. A informação foi divulgada durante a Conferência Climática das Nações Unidas, a COP 20, pela Organização Meteorológica Mundial (OMM). O relatório elaborado pela agência da Organização das Nacões Unidas (ONU), “Status Global do Clima 2014”, aponta que de janeiro à outubro deste ano a temperatura média da superfície da Terra e dos oceanos foi de 14,57 graus centígrados, 0,57ºC acima da média entre 1961 e 1990, período usado como referência pela OMM.

Brasil – A Organização Meteorológica Mundial abordou no documento a seca na região sudeste do Brasil como uma das anomalias que ocorreram em consequência da temperatura global alta. De acordo com a OMM, a seca que atingiu o sudeste brasileiro em 2014 foi a pior em 80 anos. Somente no estado de São Paulo, a estiagem deverá causar a maior perda em 50 anos na agricultura. A cidade tem sido particularmente afetada com a grave escassez de água e os baixos níveis dos reservatórios. A Organização afirmou também que as temperaturas na América do Sul ficaram acima da média em grande parte do continente, principalmente no sul do Brasil.