col

O presidente do Inep, Francisco Soares, o ministro da Educação, Cid Gomes, e o secretário do MEC, Luiz Cláudio Costa | Foto: Reprodução/NBR TV

Na edição deste ano, quase 529.373 mil participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tiveram nota zero na redação. Na outra ponta, 250 obtiveram a nota máxima. Segundo a Agência Brasil, as notas de cada um dos 6.193.565 participantes do Enem será divulgado ainda nesta terça até o fim do dia. O candidato deve acessar sua nota no site do Inep. O MEC não informou que horas a consulta estará disponível no sistema. Para ver sua nota, o candidato deverá inserir seu número de inscrição do Enem, CPF e senha de acesso. O tema da redação foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”.  Na edição de 2013, com menos inscritos, 481 tiveram nota mil e 106.742 redações com nota zero. Em 2014, entre os que zeraram a redação, 13.039 copiaram textos motivadores da prova; 7.824 escreveram menos de sete linhas; 4.444 não atenderam ao tipo textual solicitado; 3.362 zeraram por parte desconectada e 955 por ferirem os direitos humanos. Outras 1.508, por outros motivos. Segundo o Inep, de 2013 para 2014 houve queda de em 9,7% no desempenho dos concluintes do ensino médio, que foram 1.485.320 candidatos. De acordo com o ministro da Educação, Cid Gomes, a queda merece a atenção da academia para que se entenda o porquê disso, pois, de acordo com ele, em um ano, não houve grandes variações de financiamento ou de corpo docente no ensino médio suficientes para explicar a queda de desempenho. Na edição de 2014, segundo o Ministério da Educação, foram corrigidos 5.934.034 textos, dos quais 2.695.949 foram encaminhados a um terceiro corretor e outros 283.746 foram avaliados por banca de especialistas.