Santaluz registrou 14 mortes no trânsito entre 2007 e 2011 | Foto: Notícias de Santaluz

A violência no tráfego provocou 980.838 óbitos entre 1980 e 2011, tendo alcançado, no último ano, a maior taxa de mortes por cem mil habitantes desde a contabilização dos dados. As informações são do “Mapa da Violência 2013, acidentes de trânsito e motocicletas”, feito pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino Americanos (Cebela). Foram 22,5 mortes a cada 100 mil habitantes, maior número desde a criação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em 1996. As mortes provocadas por motos tiveram um aumento de 742,5% nos últimos 15 anos. Em 1996, morriam 0,9 pessoas por 100 mil habitantes em acidentes de moto; em 2011 foram 7,6 mortes. Durante este intervalo de tempo, os acidentes por automóvel subiram em ritmo menor (41,2%). Até 2007, os pedestres eram as maiores vítimas do trânsito no Brasil.

Entre 2007 e 2011 Santaluz registrou 14 mortes em acidentes de trânsito e ocupa a posição 1209º no ranking brasileiro de violência no trânsito. Serrinha e Tucano foram os municípios da região sisaleira que apresentaram o maior número de mortes no trânsito, com 40 e 44 mortes, respectivamente. 

MORTES EM ACIDENTES DE TRÂNSITO NOS MUNICÍPIOS DO TERRITÓRIO DO SISAL 

No Território do Sisal, entre 2007 e 2011, foram registradas 228 mortes no trânsito, sendo que, Araci registrou 10 mortes; Barrocas 5; Biritinga 1; Candeal 1; Cansanção 15; Conceição do Coité 15; Ichu 1; Itiúba 23; Lamarão 1; Monte Santo 18; Nordestina 4; Queimadas 7; Quijingue 6; Retirolândia 2; Santaluz 14; São Domingos 5; Serrinha 40; Teofilândia 9; Tucano 44 e Valente 7.

Redação Notícias de Santaluz