Do G1 BA
d974bd3d-0530-42e0-ad6e-381d68736df6

Mulher confessou crime na delegacia, nesta quinta, em Feira de Santana | Foto: Reprodução/ WhatsApp

Uma jovem de 20 anos que, segundo a polícia, era amante do empresário Dorian da Silva Santos, um dos pioneiros da Telexfree na Bahia e que foi morto no município de Feira de Santana, foi levada para a delegacia, nesta quinta-feira (21), e confessou ter planejado o crime contra a vítima. A informação foi divulgada pelo delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios da cidade, que está à frente das investigações. Segundo a polícia, a jovem, Daiane de Oliveira Dias, desde os 15 anos de idade tinha um relacionamento com o empresário, que era casado. “Ela confessou que planejou o crime contra ele, mas disse que queria apenas roubar o carro da vítima e que a inteção não era matá-lo. O empresário era casado, mas se encontrava com ela [Daiana] esporadicamente”, destacou o delegado, que informou que o veículo seria vendido por R$ 7 mil. De acordo com a polícia, a mulher é natural de Salvador, mas morava com os pais em um povoado do município de Serra Preta, mesma cidade onde o empresário residia. Daiane prestou depoimento por mais de 4h na delegacia e, em seguida, foi liberada. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita não ficou presa porque não houve flagrante e porque também não tinha mandado de prisão. A polícia, no entanto, já pediu à Justiça a prisão preventiva da mulher. A suspeita foi localizada pela polícia escondida na casa de uma avó, em Feira de Santana, após ser denunciada pelos dois homens presos pelo crime na noite de quarta-feira (20), Joanderson Menezes Lima e Davi Rios de Oliveira. De acordo com a Polícia Civil, os comparsas também alegaram que a jovem planejou o crime.