ANS diz que continuará retirada de planos de saúde do mercado

ANS diz que continuará retirada de planos de saúde do mercado. (Foto: Reprodução)

A Agência Nacional de Saúde (ANS) informou que a saída de empresas que não têm condições de atuar no setor é um processo contínuo dentro da agência para, segundo a entidade, sanar o mercado brasileiro de planos de saúde irregulares. No ano passado, foram 356 planos de 56 operadoras que tiveram a venda de produtos suspensa. A ANS avalia que a medida beneficia o consumidor, “já que esses planos deixaram de ser comercializados porque as operadoras descumpriram prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias”, informou a assessoria do órgão à Agência Brasil. A agência justificou também a decisão pelo fato de que o número de beneficiários de planos de saúde cresceu em ritmo acelerado no Brasil. Em 2012, a ANS disse que recebeu 75.916 reclamações de beneficiários, com destaque para problemas de cobertura (57.509) reclamações. Mesmo com a postura da ANS, uma decisão proferida nesta terça-feira (20), pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), determinou que a ANS reavaliasse os critérios de verificação e reclamações dos planos de saúde antes de suspender a venda de novos planos. (Informações da Agência Brasil e do G1)