Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.UR2f16kYf6

Foto: Divulgação/AL-BA

Em discurso na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) na sessão da tarde desta terça-feira (1º), o deputado Marcell Moraes defendeu o fim das vaquejadas e comparou a prática ao tráfico de drogas. “Os deputados alegam que a vaquejada gera renda. Tráfico de drogas também gera renda e também é ilegal”, argumentou ele, que é contra a regulamentação das festas. “Como você vai regulamentar algo onde você maltrata o animal? Se você provar que o animal não sente dor. As pessoas que apoiam a vaquejada, se coloquem no lugar do boi, e pensem se gostaria de ser puxado pelo rabo ou pelo cabelo”, afirmou. Marcell também apontou que “a sociedade evolui” e que acredita que o fim da prática, tradicional no Nordeste e no estado, onde é realizada a famosa Vaquejada de Serrinha, vai ser aceito “daqui a 10, 15 anos”.