Após tomar conhecimento das críticas do vice-governador Otto Alencar quanto a centralização de algumas agências reguladoras no Distrito Federal, motivadas pela sua insatisfação com o contrato do estado com a Via Bahia, concessionária responsável pela administração das rodovias baianas, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), órgão que fiscaliza o trabalho da concessionária, rebateu uma das declarações dadas por Alencar em entrevistas sobre o assunto, considerando-a “leviana, inverídica e performática”.

O secretário havia dito que as agências de Brasília vivem “divorciadas da realidade” e que “a antessala dos gabinetes é um ambiente de traficância”. Segundo a ANTT, em nota enviada à imprensa, “se há algum problema de visão é do Sr. Governador em exercício, que só enxerga o problema local, não consegue ver o desenho nacional”.

“[…] A ANTT rebate veementemente esta afirmação e a considera leviana, inverídica e performática […] Discursos eleitoreiros com foco em caducidade de contratos de longo prazo, de nada adiantam para os fins práticos, que são garantir a boa prestação do serviço ao usuário. O discurso fácil, soa melhor do que arregaçar as mangas e atuar junto ao governo federal nas dificuldades de implementação de investimentos, como remoção de interferências que impedem o bom andamento das obras, neste caso o Governo Baiano pouco faz para ajudar […]”. (Com informações do iBahia)

Confira a resposta da Agência ao vice-governador na íntegra