Cesta do Povo foi alvo de saque após manifestação (Foto: Vermelhinho da Bahia)

O protesto que interrompeu a BR-101 nesta sexta-feira (16) e resultou na destruição de pelo menos dois carros oficiais também terminou em atos de vandalismo no centro de Buerarema, cidade localizada a 450 km de Salvador. De acordo com a polícia da cidade, os manifestantes invadiram e saquearam uma unidade da Cesta do Povo. Moradores da região aproveitaram o ato para furtar diversos produtos da loja, utilizando até mesmo carrinhos de compras para transportar o material. A manifestação teve início de forma pacífica, por volta das 8h de ontem, na praça principal da cidade. De lá, os manifestantes seguiram até a BR-101 e, por volta das 10h30, bloquearam o fluxo de veículos na região. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) precisou intervir, mas somente às 17h a rodovia foi completamente liberada. 

Apesar da ação, a PRF não conseguiu impedir a queima de dois veículos oficiais que tentaram romper a barreira. Um deles era um carro da Secretaria de Saúde do município de Pau Brasil e transportava dois índios pataxós e duas crianças, de 8 e 10 anos. A delegacia da cidade acredita que um outro veículo também tenha sido destruído. O protesto foi organizado por produtores rurais das regiões de Buerarema e Una, que têm sido expulsos de suas fazendas por homens que dizem ser indígenas da etnia tupinambá. De acordo com a polícia da cidade, mais de 25 propriedades já foram invadidas e, em alguns casos, houve até mesmo agressão contra trabalhadores e os donos dos imóveis. (Correio)