20130501103702_20130501103702_gasolina

Consumidores luzenses começam a sentir no bolso aumento da gasolina | Foto: Divulgação

O consumidor luzense já está sentindo no bolso o novo aumento da gasolina. Nesta quarta-feira (4), em Santaluz, o litro do combustível, que custava entre R$ 3,00 e R$ 3,05, já era vendido por até R$ 3,42. O reajuste é resultado de medidas de elevação de impostos, anunciadas em janeiro pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Com o aumento dos impostos, o preço da gasolina ficou R$ 0,22 centavos mais caro nas refinarias. “Esse valor, além dos R$ 0,22 que já tinham sido anunciados pelo Ministro da Fazenda Joaquim Levy, incidem no aumento do ICMS, que aqui na Bahia é de 27%, e o aumento do índice de álcool anidro na gasolina, que vai aumentar 2% em cima dos 25% que existem atualmente”, explicou o presidente do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniência do Estado da Bahia (Sindicombustíveis), José Augusto Costa. O álcool também sofreu reajuste. Em sete postos pesquisados pelo Notícias de Santaluz, o preço do litro do etanol está custando, em média, R$ 2,57, mas alguns estabelecimentos mantiveram o preço de R$ 2,29, valor cobrado antes do reajuste desta semana. Em levantamento realizado com base em cálculos de especialistas, tendo como referencial o preço de R$ 3,34 o litro da gasolina – valor mais baixo encontrado – e de R$ 2,29 o litro do álcool – valor mais baixo encontrado do etanol -, a relação com a gasolina está abaixo dos 70%, o que torna mais em conta abastecer um automóvel flex com álcool, pois, mesmo sendo maior o consumo de etanol em relação ao da gasolina, a diferença de preço compensa esta perda de autonomia. 

Redação Notícias de Santaluz