destaque_1395253003190314MP_02copy

Governo e categorias de servidores da Polícia Militar se reuniram nesta quarta-feira | Foto: Reprodução

Após uma reunião, nesta quarta-feira (19), entre os representantes de todas as associações de policiais e os secretários da Segurança Pública e de Comunicação, Maurício Barbosa e Robinson Almeida, respectivamente, a categoria decidiu adiar para o dia 15 de abril a assembleia que aconteceria amanhã. Segundo o presidente da Força Invicta, coronel Edimílson Tavares, o adiamento é para aguardar a finalização de um documento de reformulação da estrutura da PM, que está sendo elaborado pelo estado, com as reivindicações da categoria. “O documento só vai ficar pronto no dia 10, então as associações resolveram aguardar”, explicou o coronel. Na reunião de ontem, foram apresentadas informações técnicas sobre a legislação eleitoral para o ano de 2014, que não permite, por exemplo, reajuste de servidor público a menos de 180 dias das eleições. O comandante-geral da PM, coronel Alfredo Castro, também participou do encontro, que foi avaliado como positivo, tanto pelo governo quanto pelos policiais. Apesar da assembleia marcada, o presidente da Força Invicta garante que não há indicativo de greve. “Nenhuma das seis associações quer isso”. Com informações do Correio.