66c576da-6ab1-4cdd-a62b-cd485dfdb92a

Foto: Arquivo Pessoal

Jogando no Ginásio do Colégio Isba, em Salvador, a equipe júnior de handebol do Vitória derrotou o Clube Olímpico por 36 a 25, neste sábado (13), em jogo válido pelo Campeonato Baiano de Clubes 2016. O destaque foi a estreia dos luzenses Arisson Santos, 18 anos, e Robson Oliveira, 17. Eles são frutos do projeto “Handebol Solidário”, que atende centenas de crianças e adolescentes, a maioria em situação de vulnerabilidade social. A coordenadora do projeto, Luciana Conceição dos Santos, a ‘Nega Lu’, acompanhou os garotos e disse que está otimista. “Eles estão atuando em uma competição de altíssimo nível e por uma grande equipe. Eles estão cientes de que enfrentarão atletas mais qualificados e isso é importante para o desenvolvimento deles dentro do esporte”, avaliou.

9aeae0c5-4b5b-4555-9ad7-7dbed60f06af

Arisson (esquerda) e Robson | Foto: Arquivo Pessoal

Os atletas voltaram para casa ainda neste sábado e alternarão a rotina de treinamentos entre Santaluz e Salvador. “Faremos um trabalho técnico e tático com eles sob a orientação do treinador do Vitória, que ficou de visitar o nosso projeto nas próximas semanas. Já o trabalho físico será feito em uma academia da cidade, custeado pela Liga Desportiva Luzense. Mas eles também treinarão em Salvador, onde o Vitória disponibiliza uma excelente estrutura”, explica Nega Lu.

867770fa-87e1-4bae-b9de-7ad07117eef0

Robson (esquerda) e Arisson durante trabalho físico antes de estreia em Salvador | Foto: Arquivo Pessoal

Para Arisson, poder treinar e também competir na capital dá um incentivo a mais para seguir no esporte. “Me apaixonei pelo handebol através do projeto, mas nunca passou pela minha cabeça disputar jogos em alto nível. Mas aconteceu e está sendo muito bom. Agora, eu pretendo aproveitar a oportunidade”, comemora o jovem.

Arisson e Robson viajam novamente no próximo sábado (20). No domingo, eles jogam na cidade de Simões Filho. “Gostaria de agradecer o apoio da Prefeitura de Santaluz, que disponibiliza o transporte para que eu e outros 12 atletas do projeto Handebol Solidário possamos disputar os jogos do Campeonato Baiano. É uma ajuda muito importante. Também gostaria de agradecer à Cedma Amorim, de Feira de Santana, que é responsável pela nossa indicação e nos dá total apoio junto aos clubes”, completa Arisson.

Redação Notícias de Santaluz