superavit

Foto: Divulgação

A Bahia está entre os estados brasileiros que registraram superávit em suas contas de 2014, conforme levantamento realizado pelo jornal Folha de S. Paulo com base nos balanços financeiros publicados nas últimas semanas pelos governos estaduais. De acordo com o jornal, os estados que tiveram superávit apresentaram receitas suficientes para cobrir as despesas com pessoal, custeio administrativo, programas sociais e investimentos. A Bahia registrou em 2014 um superávit primário de R$ 1,13 bilhão. Esse valor é obtido subtraindo-se, da receita total realizada de R$ 35,9 bilhões e despesa total de R$ 34,7 bilhões. Além do resultado positivo, ressalta o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, o Estado manteve o ritmo de redução do endividamento – o ano fechou com a relação entre a Dívida Consolidada Líquida e a Receita Corrente Líquida em 0,40, o mais baixo patamar numa série histórica que começou com 1,02, em 2006, ano imediatamente anterior ao início do primeiro mandato do ex-governador Jaques Wagner. As contas fecharam com déficit em 17 estados. Esse número expressivo constitui “algo inédito desde que a Lei de Responsabilidade Fiscal, aprovada em 2000, impôs regras para disciplinar as finanças públicas”, afirma a matéria publicada na edição do último dia 16. O jornal ainda acrescenta que “a lista dos deficitários é ampla a ponto de incluir estados ricos e pobres, grandes e pequenos”. Além da Bahia, os governos superavitários incluem outros dois estados nordestinos – Sergipe e Rio Grande do Norte – e três do Norte – Pará, Rondônia e Roraima. Completam a lista São Paulo e Minas Gerais. 

Redação Notícias de Santaluz