xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.VgKyMuWKeG

Foto: Reprodução

Os desvios investigados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), podem ter ocasionado no prejuízo de R$ 21 bilhões à estatal, avalia o banco americano Morgan Stanley. As informações foram com base nas passadas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de que as propinas chegam a 3% do que foi investido pela petroleira nos últimos anos. De acordo com as informações do Estado de S. Paulo, o banco considerou perdas de 1% a 5%, o que equivalem a desvios entre R$ 5 bilhões e R$ 21 bilhões. Os cálculos se iniciaram após a Petrobras admitir que precisará reduzir o valor de seus ativos caso sejam confirmadas as denúncias de corrupção. O Morgan Stanley foi um dos primeiros a estimar os prejuízos aos investidores sobre os desvios.