xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic._eFCrVZpvS

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

protesto contra a Copa do Mundo, realizado em várias cidades-sede do país, nesta quinta-feira (15), durou menos de duas horas em Salvador. Com baixa adesão desde o início, a mobilização dispersou totalmente após a marcha pacífica do grupo de cerca de 50 pessoas que partiu da Praça da Piedade ser impedido por policiais militares de chegar à Arena Fonte Nova e permeado por aproximadamente 10 black blocs. Com a saída dos integrantes da passeata e depois de os manifestantes com rostos encobertos hostilizarem os repórteres fotográficos que cobriam o ato, a imprensa se retirou. Sem mídia, a qual foi chamada de “golpista” pelos radicais, os próprios jovens vestidos de preto recuaram e partiram no sentido Piedade. Por medida de segurança, parte da PM seguiu atrás dos rebeldes e outra guarnição manteve o cordão de isolamento antes do acesso ao estádio. Embora soldados portassem armas para balas de borracha e sprays de pimenta, a reportagem do Bahia Notícias informou que não testemunhou ações agressivas da corporação.