O Tribunal de Contas dos municípios (TCM), na sessão desta quarta-feira (23), opinou pela rejeição das contas da Prefeitura de Bonito, município localizado a 450 km de Salvador. As contas rejeitadas são relativas ao exercício financeiro de 2012, sob a responsabilidade do ex-prefeito Rômulo Antônio Carneiro de Oliveira.

Em seu parecer, que tem caráter opinativo, o Conselheiro Fernando Vita apontou descaso e negligência do ex-gestor na arrecadação de tributos, caracterizando, segundo o parecer, ato de improbidade administrativa. O Conselheiro ainda solicitou a formulação de representação ao Ministério Público contra o ex-gestor.

Rômulo Antônio deverá pagar uma multa de R$ 10 mil e outra de R$ 28.800,00, em razão de ter deixado de promover redução do montante da despesa com pessoal. Além de ter que devolver, com recursos pessoais, cerca de R$ 2 mil aos cofres do município.

A decisão cabe recurso.

Redação Notícias de Santaluz