Share Button

Por G1

Foto: Andrew Kelly/Reuters

Foto: Andrew Kelly/Reuters

Um dos brasileiros contaminados pelo novo coronavírus contou nesta terça-feira (10) que o tratamento realizado em casa, na cidade de São Paulo, é similar aos cuidados que exigem gripes e resfriados. “Não é um negócio, um bicho de sete cabeças. No meu caso, tem sido como um resfriado, uma virose, com os cuidados normais que se deve ter quando se está com uma dessas doenças”, disse o homem, que testou positivo para o vírus após viagem aos Estados Unidos. Ele viajou a para Chicago, Boston e Nova York. Ele disse que começou a sentir sintomas da doença logo na primeira noite de volta a São Paulo. “Dor no corpo e dor na cabeça. Não tive febre, não tive vômito, não tive diarreia, nada disso”, contou à reportagem, acrescentando que o atendimento à suspeita de infecção no hospital foi rápida. “Imediatamente já colocam máscara. Me levaram para um quarto isolado, aí colheram os exames e, 24 horas depois, eu recebo o resultado e estava positivo”, disse o paciente. De acordo com o homem, o “isolamento” determinado pelos médicos tem significado um contato físico limitado com a mulher e as duas filhas pequenas, que não têm sinais da Covid-19, mas também estão isoladas. “Tenho tido contato físico com cuidados e com limitações, e o que tenho feito é sempre lavado mãos, braços, essas coisas, e feito a mesma coisa com elas”, disse. “O que eu quero, de verdade, o que eu quero é tirar a máscara e poder brincar com as crianças tranquilo”, continuou.