A cidade virou uma praça de guerra. (Foto: Reprodução)

Menos de uma semana após a chegada de policiais da Força Nacional a Buerarema (BA), os moradores da pequena cidade – localizada a cerca de 240 quilômetros de Salvador – voltaram a viver momentos de grande tensão durante o fim de semana. Casas foram incendiadas e ao menos uma loja e uma agência dos Correios foram depredadas. Neste momento, dezenas de produtores rurais estão acampados na cidade devido à ocupação de suas propriedades, nas últimas semanas, por índios tupinambás. No sábado (24), policiais militares chegaram a usar bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral para conter os ânimos. Segundo o escrivão da delegacia de Buerarema, Clériston Espínola de Azevedo, os distúrbios começaram depois que produtores rurais, segundo alegaram, foram provocados por índios armados que circularam de automóvel no centro da cidade. “A cidade virou uma praça de guerra e se o governo federal não intervir para resolver a situação, a tendência é a coisa piorar”, disse o escrivão. (Agência Brasil)