Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Z2ZilwHlCw

Foto: Reprodução

A disputa acirrada no segundo da campanha eleitoral à Presidência do Brasil foi destaque nos jornais dos Estados Unidos, Europa e América Latina. O aumento da polarização foi tema de uma reportagem do The New York Times, dos EUA. O jornal cita frases do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com referência aos adversários do PSDB como “nazistas” e do candidato Aécio Neves (PSDB) em que compara a propaganda eleitoral do PT com o ex-ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels. A polarização também foi citada em matérias do espanhol El País e do chileno El Mercurio. O jornal La Nacion, da Argentina, dá destaque às declarações da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) nas quais Aécio é acusado de “desconhecer o tamanho do mercado latino-americano” ao tratar de flexibilizações no Mercosul para acordos de livre comércio. Já o correspondente da BBC no Rio de Janeiro, Wyre Davies, fez um perfil de Minas Gerais, chamado de “mini-Brasil” na matéria, e lembrou que os dois candidatos nasceram no estado, além de fazer referência à derrota de 7×1 do Brasil para a Alemanha, no estádio Mineirão.