Share Button

Por RFI

Rachele Mussolini em foto de 6 de outubro | Foto: Stringer/ANSA/AFP

A neta do ditador fascista Benito Mussolini, Rachele Mussolini, obteve o maior número de votos nas eleições municipais de Roma, realizadas no domingo e na segunda-feira (3 e 4), revela a apuração quase total das cédulas, divulgada nesta quarta-feira (6). Ela concorreu pelo partido de extrema direita Fratelli d’Italia (FDI) para um segundo mandato como vereadora. Nas eleições municipais italianas o voto pode ser dado a uma lista ou diretamente a um candidato. Rachele Mussolini, de 47 anos, obteve mais de 8.200 votos, após apuração de 97% das cédulas. Essa foi a maior votação individual do pleito, o que lhe garante o cargo, mesmo se a sua lista for derrotada na contagem final. Eleita para um segundo mandato como vereadora, Rachele – que tem o sobrenome do avô e o mesmo nome que sua avó – afirma que isso não afetou em nada sua popularidade. “A pessoa é mais importante do que seu sobrenome, por mais pesado que seja”, disse ao jornal “La Repubblica”. “Tenho muitos amigos de esquerda”, disse a filha de Romano, o quarto filho do ditador fascista, falecido em 2006, que era pianista de jazz e se casou em 1962 com a irmã da atriz Sophia Loren.