10872569_429612737190800_1776188381_n

Teto da Câmara ficou parcialmente destruído após confusão | Foto: Ceará Som

Na manhã desta segunda-feira (15) estava previsto para acontecer a eleição para escolha do novo presidente da Câmara de Vereadores de Cansanção, porém, mais uma vez, foi marcada por confusão e manobra política. De acordo com informações do portal Cansanção.net, o vereador Agnaldo Alcântara sofreu uma suposta agressão, o que levou o atual presidente Rodrigo Gomes a adiar a sessão. Com o acontecido, Agnaldo foi até a delegacia registrar ocorrência e os vereadores Rodrigo, Gisânia, Licurí, Robertão e Zé do Cirilo deixaram o plenário. A surpresa foi a manobra política articulada pela oposição, a qual levou os vereadores Dió, Nelson Alcântara e Fabrício do Samuel, que era da base governista, a declarar apoio à chapa do vereador Júnior. Os 7 vereadores realizaram a sessão, elegendo a chapa de Junior, eleição essa, que será contestada, por ter sido cancelada pela mesa diretora após o tumulto e sem a presença dos livros de ata. Em tempo, uma nova eleição deverá ser marcada.

Deixo o seu comentário

comentário(s)