O carro da vítima foi encontrado incinerado

A Polícia Civil de São Paulo informou nesta terça-feira (22) que um caseiro foi responsável pelo assassinato de uma microempresária do interior de São Paulo. Ruth Rodrigues, 56 anos foi morta na última semana em Peruíbe, a 135 km da capital paulista. Preso dois dias depois, o caseiro da vítima confessou o crime e disse que assassinou a empresária depois de ser chamado de “nordestino”.

Marcos Fábio Dias de Souza, 39 anos, se entregou à polícia na quarta-feira (16) no Rio de Janeiro, onde estava escondido desde o crime na casa de familiares. Souza é pernambucano e disse que ficou ofendido com a maneira com que foi tratado e matou a patroa. A polícia diz, no entanto, que os dois discutiram por conta de um possível envolvimento do caseiro com o tráfico de drogas.

O caseiro matou Ruth com um golpe na parte de trás da cabeça usando uma escultura de madeira – uma carranca. A microempresária sofreu uma hemorragia e morreu no local. O caseiro então amarrou o corpo em sacos plásticos e o cobriu com panos e abandonou em uma área com muita vegetação na praia do Caramborê. 

O carro de Ruth foi encontrado em uma rua próxima, incinerado. (Correio)