Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.isb-3yYaCS

Ministro da Saúde esteve presente em Dia D de combate à dengue | Foto: Agência Brasil

O primeiro balanço de 2015 do Ministério da Saúde registrou um aumento de 57,2% dos casos notificados de dengue em janeiro, com relação ao mesmo período de 2014. Apesar da previsão de maior aumento na incidência de dengue entre os meses de março e abril, foram notificados 40.916 casos, contra 26.017 no ano anterior. Para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, o mais importante é reforçar ações de prevenção. “Precisamos focar nas medidas de prevenção, eliminando os criadouros do mosquito transmissor da doença, o Aedes Aegypti”, afirmou neste sábado (7), durante participação no dia de mobilização contra dengue e chikungunya, em Valparaíso (GO). Apesar do aumento dos casos, houve uma redução de 83,7% na quantidade de mortes provocadas pela dengue: 37 em 2014 e seis em 2015. Da mesma forma, os casos graves tiveram uma queda de 71,42%. “A boa notícia é que os serviços de saúde estão diagnosticando e tratando melhor, o que vem refletindo em redução dos casos graves e óbitos”, avaliou Chioro sobre a redução de casos graves e óbitos. O ministro ainda afirmou que a crise hídrica tem influência “inquestionável” sobre a maior proliferação do mosquito transmissor da doença, já que as pessoas “tendem a armazenar água sem proteção”.