Do G1 BA, com informações da TV Norte
estudantes

Foto: Reprodução/ TV Bahia

Uma turma com quase 200 estudantes formados desde 2014 no curso de Educação Física de uma universidade de Juazeiro, região norte da Bahia, não consegue exercer a profissão porque os diplomas emitidos pela instituição não tem validade. De acordo com o conselho regional, o diploma não é reconhecido porque a faculdade não tem autorização do Ministério da Educação (MEC) para atuar à distância. A instituição nega. O grupo descobriu o fato ao dar entrada no Conselho Regional de Educação Física da Bahia e receber a resposta de que não poderiam exercer a profissão. O curso é oferecido por uma faculdade à distância, com sede no Rio Grande do Sul, e administrado pelo Instituto de Educação Superior, que funciona em Juazeiro. O grupo procurou o Ministério Público para resolver o caso. Apesar do impasse, o instituto continua oferendo o curso de educação física em Juazeiro. Em nota, a Faculdade Santo Augusto disse que é credenciada pelo Ministério da Educação, e que os diplomas emitidos tem validade em todo país.