A atitude do conde Chiquinho Scarpa de colocar seu carro luxuoso Bentley, avaliado em torno de R$ 1,5 milhão, debaixo da terra pegou muitos de surpresa, mas ele surpreendeu mesmo durante ‘enterro’ do automóvel, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (20), em São Paulo. Assim que o carro entrou na cova, após encenar que estaria triste por se desfazer do veículo, Chiquinho parou o ‘enterro’ e anunciou à imprensa que tudo não passou de uma ação para promover uma campanha.

“Gostaria de falar algumas coisas antes do enterro. Acharam um absurdo, disseram que estou louco, que eu deveria doar (o carro). Disseram que era um desperdício. Fui julgado por isso. Mas a verdade é que tem gente que enterra algo bem mais valioso, coração, rim, seus órgãos. Isso sim, é um absurdo. O que poderia salvar a vida de várias pessoas. O meu Bentley não é mais valioso que isso. Não sou louco, não vou enterrar meu carro. Fiz isso para chamar atenção para essa causa. Eu sou doador, e você, é? Basta avisar qualquer pessoa da sua família. Você pode salvar milhares de pessoas”, explicou ele, segundo informações do ‘Ego’.

O conde fez questão de deixar claro o motivo de ter mentido para todos: “Se eu não fizesse isso, não teria ninguém aqui. Eu só espero que gostem ainda de mim. Eu não sou louco. Teve milhares de comentários querendo que eu enfiasse o carro no c…. Haja c…”. Além da imprensa, os apresentadores Marcelo Taz e Danilo Gentili também foram conferir o ‘enterro’.

Na última segunda-feira (16) Chiquinho usou o Facebook para dizer aos seguidores que enterraria seu carro no jardim de casa. “Decidi fazer como os faraós: essa semana vou enterrar meu carro favorito, o Bentley, aqui no jardim de casa! Enterrar meu tesouro no meu palácio! rs”, escreveu ele ao publicar uma foto onde aparece ao lado do veículo. Na quarta-feira (18) ele publicou uma nova foto, desta vez no Twitter, da cova que estava fazendo para o automóvel. “Como não deu para terminar o buraco no braço, chamei uma escavadeira!!!”, limitou-se a comentar. (iBahia)