AndersonSilva

O chute acerta o joelho de Weidman, e a perna esquerda de Anderson é fraturada | Foto: Reuters

Um fim totalmente imprevisível e dramático na luta mais esperada do ano fez Anderson Silva continuar sem o cinturão do UFC. O brasileiro sofreu uma fratura exposta na perna esquerda ao aplicar um chute em Chris Weidman no segundo round, foi ao chão na sequência e não pôde prosseguir no duelo. Ele deixou o octógono com a perna imobilizada e de maca, aos gritos por conta da dor que parecia muito grande, e foi direto para o hospital. O público que compareceu ao MGM Grand Garden Arena na noite deste sábado em Las Vegas (EUA) – madrugada de domingo no Brasil – demorou a entender o que havia acontecido e saiu da arena atônito. Declarado vencedor, Weidman manteve o título peso-médio (até 84kg) da organização. O americano, por sinal, estava bem até aquele momento e havia ganhado o primeiro assalto. Foi a sexta derrota na carreira do atleta de 38 anos num total de 39 combates. Já Weidman, de 29 anos e cuja vitória foi considerada um nocaute técnico devido à lesão do oponente, aumentou seu cartel invicto para 11 triunfos. (globoesporte.com)

Assista ao vídeo