Com informações do blog Combate Sportv e do UFC

Cigano precisará ficar afastado por algum tempo do octógono para se recuperar, segundo Dana White / Foto: Reprodução/UFC

Durante sua curta presença na coletiva de imprensa do “UFC: Cigano x Miocic”, Dana White fez questão de elogiar publicamente três dos quatro brasileiros que se apresentaram no evento: Junior Cigano, Rafael dos Anjos e Claudia Gadelha. Para o presidente da organização, Cigano mostrou novamente que possui muito coração, mas precisará ficar afastado por algum tempo do octógono. “Nunca imaginei que essa luta duraria cinco rounds. Eu marquei vitória para Junior Cigano. Mas quando acontece uma luta como essa, em que dois pesos-pesados se arrebentam por cinco rounds, tudo pode acontecer. O importante é ir para o quinto round buscando o nocaute. Eu vi a luta como todos vocês, por um monitor de TV que mostra todos os ângulos e traz estatísticas de quantos golpes cada um acertou. Lá dentro é diferente, e temos que entender isso. Cigano caiu de rendimento em certo momento da luta e recebeu golpes duríssimos, e o seu rosto começou a ficar novamente bem inchado. Olhos, lábios, bochechas… Ele mais uma vez foi castigado duramente, mas mostrou de novo que tem um coração gigantesco. Ele continua indo para a luta, não importa o quanto apanhe. Não sei em que lugar Cigano fica após essa luta, mas o certo é que Fabricio Werdum vai enfrentar Cain Velásquez pelo cinturão, e depois vamos ver como as coisas ficam. Mas, após a luta de hoje, eu não preciso ser médico para dizer que Cigano não lutará tão cedo”, afirmou Dana.

A luta

De volta ao octógono depois de quase um ano, Cigano parecia nervoso nas imagens de bastidores. Já dentro do octógono, o brasileiro demorou dois rounds para esquentar os motores, mas depois mostrou que ainda está com os punhos afiados. O croata-americano aproveitou o começo fraco do rival e levou perigo várias vezes. No corner, os treinadores Andre Pederneiras e Luiz Dorea gritavam para Cigano sair da grade e continuar apostando no boxe. No fim dos cinco rounds, o resultado estava indefinido. O brasileiro não conseguiu matar a saudades de nocautear, como havia dito dias antes da luta, mas mostrou que tem um incrível poder de recuperação e venceu por decisão unânime dos juízes.